quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

1 mês!

Mil desculpas pra quem ainda vem aqui ver se eu postei algo! É que nesse mês eu fiquei sem computador, que ficou no apartamento onde eu morava, por isso a falta de posts. Bom lá se foi o primeiro mês, fácil não foi, porém está sendo muito gratificante e valendo a pena o esforço! Os primeiros dias de dieta líquida foram tranquilos, a única coisa é que eu não consegui tomar toda a quantidade que estava no manual, mas como a endocrino disse isso é normal. Com a dieta pastosa também, acho que nada me desceu mal, mas diferente da líquida eu já estava enjoando nesses ultimos dias. Mesmo com todos os blogs falando isso, eu vou repetir pois é a mais pura verdade, o grande problema é o cérebro, que insiste em pensar como gordo. Pra mim os primeiros dias foram os piores nesse sentido, pois eu não sentia vontade de comer nada, porém morria de vontade de tomar refrigerante, que antes eu bebia muito. Fui driblando isso com muita água, suco e aos poucos fui domando essa vontade e me conscientizando de que eu não preciso tomar aquilo e que como qualquer vontade, ela passaria.  Deu certo, aprendi com isso que só depende de nós mesmos para educar a mente. Nesse 1 mês, perdi 10,5 kg , pesando agora então 87,5 kg a balança virou minha melhor amiga, só tenho que  me policiar pra não querer ficar me pesando todos os dias. Consegui entrar em uma bermuda 48 que já não servia mais, e já está até caindo. Não tenho fotos de antes, não lembrei de tirar, vou ver se consigo tirar algumas nos proximos dias!

UM ÓTIMO ANO PARA TODOS! QUE SEJA UM ANO DE MUDANÇAS E REALIZAÇÕES!


obs: Kaká, adorei saber que tu consultou com a Dr Eliana e gostou dela! Vamos marcar de ir na reunião no fim do mês?!


Beeijos!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Vooooltei!!!

Muita coisa pra contar, hehe! Bom, vou começar pelo grande dia. Cheguei no hospital por volta de 13:15 e minha cirurgia estava marcada para as 14:00. Entrei para o centro cirurgico por volta de 14:05, fui bem calma, não chorei nem nada! Minha mãe na hora de me dar tchau que ficou aos prantos e eu lá acalmando ela, dizendo que tudo ia dar certo. Conversei um pouco com o anestesista, conheci os medicos auxiliares até que o meu cirurgião chegou, abracei ele e disse boa noite, até amanhã, depois apaguei. A cirurgia durou cerca de 4 horas, e foi aberta mesmo. Acordei na recuperação com bastante dor, minha mãe conseguiu entrar pra ver e depois foi embora já que eu dormiria na recuperação. A noite foi meio ruim, bastante dor e desconforto, no meio da noite tive febre e meus batimentos estavam em 150 bpm, dai já ligaram para o medico que pediu que monitorassem que ela já estava vindo. Enquanto isso o cardiologista veio e eu fiz um eletro, que a principio deu normal. Desci pro quarto à tarde, já cheguei lá com muita dor, dai já tomei medicação e dormi. Acordei com dor novamente  e dor no peito, já que meus batimentos continuavam em 150 bpm, então o cardiologista veio de novo e fiz outro eletro, aparecia taquicardia sinusal, que até agora eu nem sei direito o que é mesmo. O médico achou que era por causa dos remédios fortes para dor, como dolantina e morfina, cortou essas medicações
e me encaminharam para o CTI, onde poderiam manter um monitoramento cardiáco, lá a noite foi agitada, exames de sangue, eletro, raio-x, os médicos da equipe vieram e estava tudo normal, o aceleramento nos batimentos, poderia ser ou pelas medicações ou emocional mesmo. Fiquei lá até segunda de tarde, quando desci para o quarto. Fiquei até quinta no hospital, tirei o dreno lá mesmo antes de vir pra casa!  Os caldinhos no hospital até que não eram ruins, tomei água e chá. Em casa as coisas melhoram, pude tomar gatorade, água de coco e sucos. Vou ficar um mês tomando remédio para controlar os batimentos, mais por precaução mesmo. No hospital foi isso mesmo, não sei se foi só eu mas senti bastante dor. Enjôos só no primeiro dia. Tomei água tranquilamente, assim como os outros líquidos tem descido super bem também.

Depois eu volto contando como tem sido em casa. Beeeeijos meninas!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Today is the day :)

É hoje! Parece que faz um milhão de anos que eu fui pela primeira vez no consultorio do cirurgião! Lá se foram dois meses, e daqui à alguma horas lá pelo meio dia, eu tenho que estar no hospital para a cirurgia. TÔ COM FOME!!! haha dieta líquida de 4 dias, e já to a 8 horas de jejum, e como o querido ainda não foi reduzido, eu tô com fome! Pela hora do post, dá pra ver que eu nem dormi! Sofro com insônia sempre, e em vespera de coisas importantes então, não consigo pregar o olho. Medo da cirurgia, cortes, anestesia e essas coisas eu não tenho, alias nunca tive problema com hospitais e remédios. Acho que meu maior medo é o depois, e se eu não emagrecer, e se eu tiver algum problema, se não conseguir seguir a dieta. Até entendo esse meu medo, pois sempre sonhei em estar magra, e toda vez que tentava algo novo, eram um milhão de expectativas depositadas e depois jogadas fora, pois nunca davam certo. E agora eu estou muito perto de realizar esse sonho! Estranho isso né, a gente quer tanto uma coisa, quase nem acredita que um dia ela possa acontecer, que quando acontece a gente fica até meio que duvidando. Sei que vai ser difícil, mas depois da cirurgia será tudo comigo e o resultado vai depender da minha força de vontade. Que espero, eu tenha de sobra.

Um muito obrigada as meninas que sempre comentam aqui, é muito importante saber que alguém lê e entendo o que tu escreve. E se tiver alguém que lê e não comenta também, muito obrigado!

Acho que vou demorar um pouquinho pra postar depois da cirurgia, pois vou ficar na casa da minha mãe, sem o pc! Mas volto com notícias. Um beijão!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Uma semana.

Será que é somente eu que constatei isso, ou mais alguém também? Existem pessoas que eu acho que sintam inveja dos que irão realizar a gastro. Só pode ser isso, pois o que mais faria uma pessoa da tua família mudar radicalmente a forma de te tratar após saber que tu irá fazer a cirurgia. Tem uma pessoa na minha família, da qual eu sempre fui muito próxima mas de uns tempos pra cá antes de decidir fazer a gastro comecei a ficar chateada com ela e tal, pois cada vez que eu sentava pra fazer uma refeição, ela vinha falar que eu ia ficar obesa e ia ter que fazer a mesma coisa que a minha irmã. Isso vinha me chateando muito, ainda mais vindo de uma pessoa que está bem acima do peso, e toma remédio fortes para emagrecer, mas sempre sofrendo do efeito sanfona. Quando eu contei que iria fazer a cirurgia, ela fez pouco caso o que já me deixou chateada. Não quero que as pessoas fiquem ao meu redor perguntando tudo e tal, mas uma pessoa tão próxima, poderia se preocupar um pouco contigo e querer se informar e tal. Mas eu fui relevando, só que um dia minha irmã me contou que ela sempre ficava perguntando se eu ja tinha desistido da cirurgia. Isso me deixou furiosa, como alguém que sempre teve ali do teu lado faz isso???
Minha irmã disse que nem me contou no dia, pois o que eu menos precisava agora era saber desses comentários. PORQUE as pessoas são tão cruéis com que é obeso? Primeiro ficam fazendo comentários maldosos porque tu tá gorda, e depois quando tu toma uma atitude e resolve mudar, ai invés de te apoiarem, fazem esse tipo de coisa. Todos acham que ser gordo é uma opção, NINGUÉM QUER SER GORDO! Temos sim nossa parcela de culpa, pois anos de maus hábitos, sedentarismo, dietas sem sucesso, excessos, acabam na obesidade, mas isso acontece involuntariamente, não conheço uma pessoa que sonhou a vida toda ser obesa. Ainda pensam toda vez que te olham obeso, que porque tu tá relaxada com o peso, tu é relaxada na vida. Sempre o apelido gorda, vem acompanhado com um maloqueira, suja ou relaxada. Se tu ofender um gay, um negro, uma pessoa de outra religião com apelidos pejorativos é preconceito, porque falar isso e humilhar uma pessoa obesa não é considerado preconceito também??


Mudando de assunto, já estou na dieta líquida/pastosa até quinta. Essa dieta pré-cirurgica é tranquila, pode comer de duas em duas horas e as quantidade são livres.
Agora de manhã tomei um leite (odeio mas preciso tomar, ainda o sem lactose pois sou sensível a ela) e agora de lanche acho que vai ser um suco mesmo.


Beeeijos menina, e ótima semana a todas!

domingo, 28 de novembro de 2010

HELP!

Eu sou muito mula com coisas relacionada a computador, então se alguém puder me ajudar :)
Fiz aquela regua com a evolução do peso, mas não consigo colocar no blog, se puderem me ajudar, agradeço muito gente!

Cirurgia marcada!!!!

Olá meninas! Desculpem a falta de posts essa semana, é que eu tive um crise de enxqueca, então ficar na frente do pc era algo impossível. Bom, marquei a cirurgia (achei que esse dia não ia chegar nunca) ficou marcada para o dia 03/12, sexta-feira que vem às 13:30. Vou internar no dia mesmo, devo chegar lá às 11:30, com 4 dias de dieta líquida e 8 horas de jejum. Minha cirurgia vai ser aberta mesmo, pois meu plano não cobre por vídeo. Até teria como entrar na justiça e tal, mas depois de eles liberarem assim tão fácil, achei melhor me contentar com a aberta mesmo. O Dr acha que serão nescessários uns 5 dias de hospitalização.




Começo minha dieta líquida/pastosa na segunda-feira, então vou aproveitar para fazer a despedida no aniversário da minha mãe, hoje de noite. Isso de fazer despedidas é tão estranho, pq ai sim vejo como minha cabeça é de gordo mesmo. Parece que nunca mais vou comer na vida, afff. To vendo que o pior da recuperação é educar o cerébro mesmo.

Já tá bem tarde então é isso! Amanhã eu volto.
Obrigada as meninas que passam por aqui!
Beeeeeijos

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

A perícia!

Não sei se com todos é assim, mas tenho a sensação que a partir do momento que tu entra no edíficio, sede, escritorio do seu convênio, todos tem absolutamente o dom de te tratar mal, como se tivessem fazendo um favor. Na sexta-feira então as 13:30, horario em que eles começam as perícias a tarde, eu tava lá sentada com a ficha 13. Eu entrei na sala tão preparada para a cirurgia ser negada, com um discurso na ponta da língua, pedindo justificativa por escrito, nome e crm do médico, que nem acreditei quando ela carimbou o papel com um liberado pelo convênio. A médica era a mesma que fez a perícia da minha irmã a três anos! Ela leu somente três dos seis laudos que eu levei, olhou um exame e me pesou. A altura ela somente perguntou. Foi bem fria, mas educada. Quando ela terminou eu levantei rapido puxei minha mãe e sai da sala, acho que era medo de ela voltar atras haha.
Voltei para casa pensando que eu realmente dei sorte, porque pelo o que leio pelos blogs a maioria dos pacientes tem que fazer mais de uma perícia, acho isso um completo absurdo da parte dos convênios que vem seus pacientes somente como um número de IMC, sem levar em conta todos os problemas que a obesidade pode estar causando a essa pessoa. Enfim, tomara que essa postura mude com o tempo, porque pagar um bom dinheiro de plano de saúde para ter acesso a ele, e quando realmente se precisa ter esse direito negado, é de deixar qualquer ser humano irritado.

Beeeeijos, e muito obrigado as meninas que comentaram!